Artigos para a ‘Destaques’ Categoria

Meditação em um minuto

 

 

Há alguns autores, tais como Boroson (2012) que incentivam a realização da meditação em um  instante, em um minuto. A sua  justificativa se baseia no fato de que um momento pode ser significativo e transformar sua vida. Por exemplo, num instante um motorista encontra o outro e há uma colisão, há um tremor de terra, uma reviravolta no mundo das ações. Mas também um instante pode trazer inspiração e alegria, quando você se maravilha com a visão de uma flor, quando alguém o ajuda a resolver um problema ou quando inesperadamente você tem uma nova idéia. A intenção desses autores é que a pessoa aproveite momentos de sua vida diária, por exemplo, quando aguarda o computador ligar, quando aguarda uma comida ser feita no forno, etc.  Boroson descreve em seu livro a técnica que desenvolveu onde sugere o treino inicial do “minuto básico”, seguido do “minuto portátil”, onde a pessoa passa a contar suas respirações e pode dispensar o alarme. Após sugere também a utilização do “minuto emergencial” que pode ser realizado em situações de emergência ou pressão. E após sugere técnicas mais avançadas como o “ciclo da respiração única”.

Considero essa idéia interessante e acredito que essa prática da meditação em um instante pode ser útil para algumas pessoas pois a meditação não pode ser considerada um teste de resistência, isto é, quanto mais a pessoa conseguir ficar imóvel melhor. Também não é necessário ser praticada em um local de silêncio absoluto. Na verdade ela deve ser totalmente incluída no dia a dia da pessoa e o incentivo de praticá-la em um instante pode facilitar a inclusão desse hábito. O que eu observo em minha prática com pacientes que tem dor é que é necessário muitas vezes um tempo maior de meditação para que os mesmos alcancem o relaxamento muscular que influenciará na melhora da mesma, e neste caso um minuto apenas pode não ser o suficiente.

Por que Meditar?

A meditação é o método mais antigo para tranqüilizar a mente e relaxar o corpo. A meditação é na verdade o treinamento da atenção. Ela tem como objetivo desenvolver a capacidade de concentração e enriquecer nossa percepção. Os benefícios e as formas de meditação são inúmeros.

A meditação proporciona ao seu corpo um repouso profundo enquanto sua mente se mantém alerta, isto faz baixar a pressão sanguínea e diminuir o ritmo do coração, ajudando seu corpo a se recuperar do stress ou a evitá-lo. Ela vem sendo utilizada no mundo inteiro como parte do tratamento de distúrbios como a hipertensão, dores de cabeça, dores nas costas, problemas de ansiedade e para controlar ou diminuir dores crônicas.

Talvez o efeito mais importante da meditação seja a paz interior, o refúgio onde você pode escapar da turbulência do seu dia a dia. O hábito de meditar diariamente vai lhe trazer calma, aumentar sua paciência e energia, o que contribuirá para você enfrentar melhor sua vida no geral.

Efeitos psíquicos da meditação

Entre os vários efeitos psíquicos que a meditação proporciona, estão:

Relaxamento psíquico –. Diminuição da liberação de cortisol – hormônio que ocasiona o stress.  O stress é necessário para nos tornarmos proativos ou para escaparmos de alguma situação indesejável. Porém quando estamos stressados nosso metabolismo é todo acelerado e algumas pessoas se mantém nesse estado mesmo após não ser mais necessário, isto é , não conseguem relaxar. Pessoas que praticam meditação apresentam o retorno mais rápido do estado de stress para o estado de relaxamento psíquico.

Menor tendência à perda de controle pois proporciona um relaxamento do estado de alerta ( que ocasiona o disparo de estresse mais curto)

– Há trabalhos científicos que provam que a meditação age reequilibrando a atuação da hipófise ( glândula que comanda todas as outras e comanda o sistema endócrino) e equilibra a produção de todos os hormônios. Portanto quase todas as funções orgânicas tendem a se organizar harmonicamente.

Sensação de uma vivência positiva – recordação do momento da meditação como um momento de prazer.

Sensação de paz interior – sensação de se sentir preenchido por uma paz interior que se mergulha na hora da meditação.

Sensação de felicidade – sensação de felicidade e/ou de gratidão sem causa aparente. O cortex pré frontal D é mais ativo em pessoas negativas. Nos meditadores o córtex pré frontal E vai se tornando mais ativo, o que explica a tendência de sensação de felicidade.

Sensação de satisfação/saciedade – satisfação com seu dia a dia, seus bens, sua família, enfim com a vida. O que ocasiona, inúmeras vezes, a diminuição de ânsias consumistas.

Impressão de harmonia com o mundo – sensação de que tudo está em harmonia, de que se está em harmonia com o Universo, de ser uma coisa só com o Todo.

Sensação de experiência espiritual – percepção de grande presença.

Mudanças no sono – melhora do sono (em saciedade) parecendo que repousa mais quando dorme ( libera melatonina e serotonina). Maior lembrança dos sonhos e significado mais claro deles.

Diminuição da fadiga e consolidação da memória.

Treinamento da atenção: A arte da meditação é o método mais antigo para tranqüilizar a mente e relaxar o corpo. A meditação é em essência o treinamento sistemático da atenção.